UNEB ministra curso a Distância de Tecnologias Educacionais a 25 mil Professores de todo o Estado

A Unidade Acadêmica de Educação a Distância da Universidade do Estado da Bahia (Unead/UNEB) é responsável pela elaboração e condução do curso de extensão “Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais”, em parceria com a Secretaria de Educação e Cultura do Estado (SEC) e o Instituto Anísio Teixeira (IAT), para 25 mil professores inscritos, oriundos da educação básica de toda a rede pública estadual. O curso tem por objetivo instrumentalizar os professores no uso de Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) na prática escolar e integra o plano de progressão na carreira de magistério, conforme a Lei nº 13.185/14, publicada no Diário Oficial do Estado, em 2/7.

O curso é ministrado por uma equipe selecionada pela Unead, que inclui três professores responsáveis pela condução das oito disciplinas e 470 monitores que darão suporte ao curso nos dois módulos de 90 horas, previstos para ocorrer em 2014.2 e 2015.1. A UNEB reservou 20% das vagas de monitores para seus servidores técnico-administrativos, com experiência em EaD, como forma de incluir seus profissionais nos projetos da instituição. E também selecionou professores da instituição já atuantes nos projetos da Unead, além de profissionais que incluíam o cadastro reserva de seus mais recentes editais de seleção.

A SEC e o IAT apresentaram a demanda de atualização de professores da rede estadual em TIC para a UNEB, instituição pública de ensino superior responsável hoje por mais de 50% da oferta de cursos a distância em todo o Estado. Segundo a diretora do IAT, Irene Cazorla, a SEC e o IAT recorriam antes a instituições externas com experiência em EaD, a exemplo da Universidade de Brasília (UnB), mas para ela este é “o momento de afirmação da Bahia na modalidade de ensino a distância”, já que a UNEB vem acumulando experiência na oferta de cursos EaD, desde 2005.

O curso inclui disciplinas que podem auxiliar a prática docente a partir do uso de novas tecnologias e do manuseio das redes sociais para fins pedagógicos, além de trazer orientações para a realização de pesquisas com conteúdos digitais e o uso de ferramentas instrucionais desenvolvidas pelo Ministério da Educação (MEC) e o IAT, a exemplo da TV Escola e do Portal do Professor, ambos do MEC, e da TV Anísio Teixeira. O curso trata também do uso das TIC para diversificar e inovar o currículo e a avaliação, assim como a produção colaborativa de material didático pedagógico com conteúdos digitais. Para ser aprovado no curso, o professor deve ter 75% de frequência no ambiente virtual de aprendizagem e cumprir as atividades propostas.

 

Núcleo de Comunicação da Unead/UNEB
Texto: Nisia Rizzo de Azevedo - DRT-BA 1847
Contatos: ascomunead@uneb.br